sex

abr 12, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

sex

abr 12, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Segue em paz, amigo!

Em março de 1994, o médico dermatologista João Gouveia ingressava no Sindicato dos Médicos do Pará com a missão de contribuir com o novo formato de gestão do Sindicato: a Diretoria Colegiada, sistema em que as decisões não se concentram nas mãos de um presidente, mas de todos os diretores, conjuntamente. A ideia já vinha sendo pensada por outros diretores quando Gouveia se associou ao grupo deixando a diretoria da Unimed e passando a fazer parte do sindicalismo médico paraense.

“Eu saí do cargo de diretor financeiro da Unimed Belém, manifestei interesse e procurei o pessoal do sindicato. Neste período de 94 ainda era uma diretoria presidencialista. E eu disse que gostaria de participar da diretoria, mas que para isso a gente deveria transformar essa diretoria em colegiada”, contou em suas memórias aos arquivos da história do Sindicato dos Médicos do Pará.

João Gouveia compôs a diretoria colegiada do Sindmepa como Diretor Administrativo

Desde lá se passaram 28 anos ao longo dos quais dr. Gouveia tornou-se referência na área da medicina, em saúde e na defesa dos direitos da categoria médica. Tornou-se o primeiro diretor de finanças do Sindmepa, ao lado da também diretora e amiga, Leucy Paz. Arregimentou uma legião de amigos, admiradores e também de desafetos, que se incomodavam com suas ações e o jeito direto de denunciar as injustiças, os “calotes” e desmandos na gestão da saúde e relacionamento com a categoria: “Querem ficar ricos às custas dos médicos, que não têm sequer direito a adoecer, muito menos tirar férias, licenças ou outros direitos básicos dos trabalhadores”, afirmava.

Na madrugada desta segunda-feira, 25, ele partiu em consequência de sequelas da covid.

GIGANTE

“Perdemos um gigante companheiro que nos ajudou na construção e na consolidação desta Entidade. Agradecemos imensamente seu trabalho e sua dedicação”, destacou o presidente da Federação Médica Brasileira (FMB), Tadeu Calheiros. A FMB, entidade que João Gouveia ajudou a criar, emitiu nota de pesar sobre o falecimento do médico: “Um dos grandes expoentes do movimento médico sindical, Dr Gouveia atualmente integrava o Conselho Fiscal da FMB, e era diretor do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa) desde 1994, contribuindo na representação dos médicos no âmbito estadual e nacional”.

O Sindmed ABC também prestou condolências aos familiares e amigos do dr. Gouveia. “O Sindicato dos Médicos do Grande ABC lamenta o falecimento do médico e grande sindicalista João Fonseca Gouveia, diretor do Sindicato dos Médicos do Pará desde 1994. Gouveia era um dos maiores médicos sindicalistas dos últimos 20 anos”, lamentou José Roberto Murisset, presidente do Sindmed ABC.

Dr Gouveia também foi conselheiro no Conselho Estadual de Saúde

A presidente do Conselho Regional de Medicina do Pará, dra. Tereza Cristina de Brito Azevedo, também enviou mensagem ao Sindmepa sobre o diretor: “Dr. João Gouveia foi, além de um grande médico, um profissional que lutou pela causa médica, sempre atuante à frente do Sindmepa. Gouveia, como era conhecido por todos, será lembrado com grande carinho pelos conselheiros do CRM Pará”.

A Comissão de Direito Médico da OAB também expressou pesar pela morte de João Gouveia: “Nos recebeu de forma exemplar e respeitosa. Que toda a família e amigos sejam confortados neste momento de dor. Em nome de todos os membros da Comissão, deixamos aqui nossos sentimentos”.

ADEPTO DO DIÁOGO E CONSTRUTOR DE SONHOS

O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, manifestou-se em nota oficial de pesar publicada no site oficial de notícias da Prefeitura de Belém: “Conheço o Dr. João Fonseca há algumas décadas. Sempre generoso, amigo, fraterno, e um praticante da medicina social, a medicina voltada à vida e, especialmente, à vida dos mais pobres, porque era um lutador. E no dia a dia buscava construir o sonho de uma sociedade socialmente justa e democrática”.

O prefeito também destacou a capacidade de diálogo do médico: “Como sindicalista, a marca do dr. Gouveia era a firmeza na defesa dos direitos da sua categoria, mas uma capacidade enorme de dialogar de forma respeitosa e viabilizar conquistas aos seus representados e à toda sociedade. Sua partida deixa um grande vazio na medicina, no sindicalismo e na humanidade. Me solidarizo com sua família, desejando que suportem a dor, mas que saibam que o Dr. Gouveia marcou este mundo com a sua história de compromisso com a vida”.

O sindicalista mediou inúmeras Assembleias Gerais junto aos médicos

Outra personalidade da vida política paraense, a deputada federal, Vivi Reis (PSOL-Pa) também publicou em suas redes sociais pesar pela partida do dr Gouveia: “Perdemos hoje João Gouveia. Médico, sindicalista e crítico das OS, Gouveia foi um aliado na defesa do SUS, com quem construí lutas contra a privatização da saúde desde a época de estudante. Manifesto solidariedade aos familiares, amigos e toda a categoria médica por essa perda”.

AMIGO AMADO

Entre os diretores do Sindmepa, a comoção pela perda do dr. Gouveia foi geral: “Um amigo amado, que será sempre lembrado. Um ser humano extraordinário, deixa um legado de retidão e de amor à categoria médica, que sempre defendeu e à sua esposa, filhos e netos. Um homem exemplar, vai fazer muita falta”, disse a diretora de finanças do Sindmepa, Leucy Paz, uma das grandes amigas do médico.

“Gouveia foi um dos esteios do Sindmepa. Os médicos devem muito à sua dedicação, determinação e experiência. O sindicato é como se fosse a sua segunda casa. Foram muitas lutas às quais ele se empenhava de corpo e alma. Que o amigo descanse em paz. Seu legado será mantido”, declarou o diretor Waldir Cardoso, um dos fundadores do Sindmepa, que militou ao lado de Gouveia durante muitas décadas.

“Nos conhecemos há mais de 40 anos. Fomos contemporâneos no Hospital da Aeronáutica, onde ele exercia a sua profissão como dermatologista, lá ele era conhecido como um colega sensato, carinhoso, atencioso. Já mais adiante nos encontramos na Unimed, foi diretor e exerceu um momento importante dentro da cooperativa com bastante afinco, galhardia e muita coragem, onde teve seus momentos marcantes. Nos encontramos também na Comissão de Honorários Médicos, trabalhamos mais de cinco anos juntos, e por último, onde passamos mais tempo juntos, no sindicato. É uma pessoa agradável, amiga e sempre com um sorriso no rosto para poder atender qualquer colega. Eu aprendi muito com o dr. Gouveia, uma pessoa sempre sensata e carinhosa e que se dedicou muitos anos ao Sindmepa. É uma lacuna muito grande que vai ficar no Sindicato dos Médicos haja vista a sua dedicação e seu carinho para com o sindicato”, relembrou o diretor administrativo do Sindmepa, Erivaldo Pereira.

LUTADOR INCANSÁVEL

Foi assim que o diretor de Comunicação do Sindmepa, Wilson Machado definiu o amigo e companheiro de lutas: “Companheiro justo, ético, amigo, trabalhador, incansável na luta pelos interesses da categoria médica, deixará enorme lacuna no sindicalismo paraense e brasileiro. Eu, particularmente, perdi um amigo de todas as horas. Sentirei sua falta todos os dias”, disse o médico.

“Muita tristeza. Perdemos um grande amigo, militante pela causa dos médicos, compunha o quadro dos diretores que são considerados legado permanente, no meu entendimento, junto com Dr Waldir, Wilson, Erivaldo, Sinimbu. Eu ingressei em 2012 no Sindmepa e tenho essas referências de convívio, não tirando mérito de todos os demais que fizeram parte dessa composição, mas Gouveia, amigo comedido, mediador. Seu legado será para sempre no Sindmepa e nas nossas vidas. Saudades, pêsames, consolo para os familiares e para todos nós”, resumiu a médica Vilma Hutim, que foi diretora do Sindmepa e companheira de lutas de João Gouveia.

Recentemente, João Gouveia e Vilma Hutim participaram de reunião com representantes da Sespa e médicos do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo

“Nós, da Robot, sentimos a passagem do dr. Gouveia e rezamos para que o mesmo descanse ao lado do Pai”, escreveu Adozindo Neto, prestador de serviços do Sindmepa.

A Empresa Projex Serviços Eireli, parceira do Sindmepa, também prestou homenagem ao médico. “A empresa, em nome de seu diretor Adilson da Silva Machado, expressa suas condolências aos familiares e amigos do Dr. João Fonseca Gouveia. Ficará sempre nossa admiração pela pessoa do Dr. Gouveia, que deixará um vazio irreparável em todos que tiveram o privilégio de conhece-lo e desfrutar de sua convivência”.

João Gouveia será lembrado com muito carinho por toda a família Sindmepa

Funcionários do Sindmepa também se manifestaram em grupos de Whatsapp para lamentar a dor da perda do líder: “Queremos agradecer pelos anos em que convivemos com essa pessoa incrível, líder humano e generoso que estava sempre a nos ouvir. Nossos sentimentos aos familiares e amigos”, escreveram as funcionárias Luciana Gomes e Rita Lobato em nome da equipe.

DEFENSOR DO SUS

A defesa intransigente do Sistema Único de Saúde (SUS), uma das marcas do médico João Gouveia, foi destacada pelo secretário de saúde do município, Maurício Bezerra, em mensagem enviada ao Sindmepa.

“Falar sobre o dr. João Fonseca Gouveia é falar sobre um médico muito dedicado, sério e extremamente responsável, que dedicou mais de 30 anos das suas atividades à defesa dos interesses da categoria médica, no Sindicato dos Médicos do Pará. É falar de uma pessoa que defendia de forma intransigente o Sistema Único de Saúde, um militante, um aguerrido defensor do SUS, uma pessoa que contribuiu não só como médico sindicalista, mas também como conselheiro do Conselho Municipal de Saúde. Uma pessoa a quem a sociedade paraense e a categoria médica devem muito e a quem devemos todo o respeito e toda a consideração. Perdemos um amigo, perdemos um grande lutador pela saúde pública do nosso estado e da nossa cidade. Que Deus receba o nosso amigo Gouveia na sua infinita bondade e que Deus coloque o nosso amigo na ordem dos seus merecimentos, na ordem da sua dedicação nesse plano. Vá com Deus meu amigo, que aqui nós continuaremos tentando dar continuidade ao trabalho, à dedicação e à seriedade que você impôs na sua vida e em tudo o que você fez. Vá com Deus, amigo! Finalizou Mauricio Bezerra.

No inicio desde ano, Gouveia esteve em reunião com representantes da Sespa e Santa Casa

A atuação do médico sindicalista em defesa do SUS também foi destaque em depoimento enviado pela Sespa. “A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) lamenta a morte do médico João Gouveia e, em sua memória, destaca a sua atuação à frente do Sindicato dos Médicos do Pará e seu legado junto aos pacientes, amigos e colegas de trabalho. Como profissional médico, contribuiu para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), no sentido de valorizar a atuação dos profissionais médicos inseridos nas políticas públicas e ao mesmo tempo resguardar o bem-estar da população”, frisa a nota.

ATÉ BREVE

A esposa de João Gouveia, Roselene Noronha Brandão prestou homenagem ao companheiro em um texto comovente, publicado em suas redes sociais, onde relembrou momentos com o marido.

“Obrigada Senhor, por ter me dado a oportunidade de conviver com um homem maravilhoso, companheiro, amável, carinhoso, digno, honrado, fiel esposo e de ter me mostrado, ensinado o verdadeiro amor e me feito plenamente feliz nestes anos que convivemos. Deus lhe receba com todo carinho, amor e com honras pela bela missão cumprida. Vá em paz meu amor, nossos momentos jamais serão esquecidos e você ficará eternamente no meu coração. Lhe amo para sempre. Até breve”, resumiu Roselene Brandão.

Roselene Brandão utilizou as redes sociais para comunicar aos amigos a perda do companheiro

Dr. João Fonseca Gouveia nasceu em 02 de abril de 1953. Era casado com a sra. Roselene Noronha Brandão. Deixa os filhos Rafaela e Eduardo Antônio Comaru Gouveia e três netos. Segue em paz, amigo!

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que