WhatsApp: (91) 8895-3102
Afiliado a:

Sepse é a principal causa de óbitos nos hospitais, aponta Sociedade Brasileira de Infectologia

0

O Dia Mundial da Sepse, celebrado no dia 13 de setembro, tem como objetivo promover a conscientização sobre o problema de saúde pública, estimulando ações que melhorem a percepção, educação e o tratamento da doença. Conhecida tecnicamente como sepse, a infecção generalizada pode se espalhar rapidamente e provocar impactos nocivos em diversos órgãos. O problema é responsável por provocar à morte de cerca de 11 milhões de pessoas a cada ano no mundo.

Com o objetivo de combater a infecção, o organismo provoca mudanças na temperatura, pressão arterial, frequência cardíaca, contagem de células brancas do sangue e na respiração. Sem o tratamento adequado, pode haver parada cardíaca e falência múltipla dos órgãos levando à morte.

De acordo com estimativas da Sociedade Brasileira de Infectologia, a sepse é a principal causa de óbitos dentro dos hospitais, com cerca de 670 mil casos em adultos por ano e 240 mil óbitos. Isso por que a sepse pode afetar qualquer órgão, sendo comum em pacientes internados em hospitais. A infecção de origem pode ser bacteriana, fúngica, viral, parasitária ou por protozoários, mas os focos mais comumente relacionados à sepse são a pneumonia, a infecção urinária e a infecção abdominal.

A sepse pode se apresentar de diversas maneiras e com sintomas que estão associados ao mau funcionamento de diferentes partes do corpo. Embora não haja exames específicos, podem ser realizados exames que permitem a identificação da causa de infecção, além de hemograma para a identificação do foco, radiografia de tórax e exames de urina. É importante estar atento aos sintomas, pois o diagnóstico adequado diminui possíveis complicações.

Com informações de CNN Brasil

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará