ter

abr 16, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

ter

abr 16, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Núcleo Acadêmico renova diretoria com representantes do interior do Estado

O Núcleo Acadêmico do Sindmepa tem agora uma nova diretoria. Dez estudantes de medicina foram selecionados para compor a gestão 2023-2024, que conta com estudantes de medicina residentes em Belém, Altamira e Abaetetuba. O Sindmepa incentiva os representantes estudantis a apresentarem novas pautas e ideias que defendam os direitos dos estudantes, da medicina e da saúde da população. A cerimônia de posse foi no último sábado (28), no Cineteatro do Sindmepa, com coquetel e apresentação musical do saxofonista, Danilo Couto.

O acadêmico Márcio Marvão, que já fez parte da diretoria do NA, conduziu a cerimônia que contou breves apresentações sobre as ações do Sindmepa e seu Núcleo. O diretor financeiro do Sindmepa, Waldir Cardoso, responsável por coordenar a implantação do Núcleo Acadêmico e do projeto Acadêmico Aspirante deu as boas-vindas aos diretores e falou sobre a importância de renovar as lideranças sindicais e estabelecer diálogo com as instituições de ensino.

“O projeto já é realidade. Nossos médicos do futuro não param de surpreender positivamente. O conteúdo dos seus discursos de posse deixam claro que eles tem a compreensão da importância e responsabilidade do Núcleo Acadêmico, bem como expressam os valores e princípios do Sindmepa. Não tenho dúvida de que será mais uma gestão exitosa”, afirmou o diretor.

A nova diretoria do Núcleo Acadêmico reúne estudantes da capital e do interior do Estado

Hugo de Oliveira e Carlos Vitor Vieira, dois dos novos diretores, chegam ao Núcleo para somar e viabilizar a interiorização das ações estudantis. Hugo garantiu que pretende levar a Abaetetuba o que já foi feito e adaptar as ações as necessidades dos estudantes de medicina do interior do Estado. “Se a gente trabalhar com esses acadêmicos desde a graduação, quando eles se formarem terão um senso de trabalho e saberão onde procurar as melhorias para o sistema de saúde”.

Carlos Vieira, acadêmico da UFPA – campus Altamira, contou que assim que iniciou a graduação percebeu a necessidade de participar ativamente das lutas sociais e estudantis. “Na faculdade onde estudo ainda não existe uma integração com o Núcleo. Um dos nossos principais objetivos é conseguir fazer esse processo de interiorização e mostrar a importância do Núcleo Acadêmico e como é a vida médica em si”.

Brenda Melo, que continua na gestão do Núcleo, destacou em seu discurso os deveres do acadêmico de medicina e a importância em conhecer as dificuldades da categoria, antes que o glamour da profissão os ceguem. “Ser um acadêmico de medicina já exige muito de nós, muito tempo, estudo e compromisso. Nós temos lutas pessoais, inerentes a medicina e ainda assim decidimos travar lutas relacionadas a classe médica e estudantil, pois são lutas que precisam ser trazidas à tona”.

Já Ana Paula Xerfan contou que optou por continuar na diretoria do Núcleo, pois acredita que a gestão anterior conseguiu debater pautas fundamentais e que não são abordadas na academia. “Conseguimos falar sobre temáticas muitos importantes. Vamos manter o que já deu certo, continuar com o Simpósio Acadêmico Aspirante, e abordar outras temáticas que também são importantes para os acadêmicos e futuros profissionais”.

Conheça a composição da diretoria do Núcleo Acadêmico no link: https://bit.ly/40djt3s

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que