qui

maio 23, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

qui

maio 23, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Acadêmicos de medicina de Marabá protestam por mais professores para o curso

Acadêmicos do curso de medicina da Universidade do Estado do Pará – Campus Marabá realizam manifestações nesta quarta-feira (29) em reivindicação à contratação de docentes classificados no Processo Seletivo Simplificado, Edital n° 07/2023. No total, 13 professores foram classificados, mas apenas dois estão em processo de contratação. Os acadêmicos se reuniram hoje pela manhã em frente à UEPA Marabá e às 16h estarão concentrados na Secretaria de Saúde do município. O Sindmepa irá solicitar audiência ao reitor da Universidade para discutir a situação.

Em nota o Centro Acadêmico de Medicina de Marabá (CAMMAB) frisa que o PSS foi realizado de modo a extinguir a falta de professores no curso, problema denunciado desde dezembro de 2022.

“Já prevíamos esse cenário no final do último semestre. Nos organizamos, procuramos contato com a gestão superior da UEPA, não tivemos resposta, então expomos a situação, lançando uma nota. A reitoria nos atendeu em reunião, nos prometeu uma medida rápida para resolver o problema de agora. Essa medida foi a realização de Processo Seletivo Simplificado”, conta uma aluna.

A justificativa para o indeferimento das 11 candidaturas dada pela Universidade seria a “grande quantidade de vagas oferecidas anteriormente para o curso”. Entretanto, o Projeto Pedagógico do Curso afirma ser necessário 101 professores efetivos, mas haveria apenas 24 docentes contratados.

Segundo os alunos, cada cruz utilizada no ato representa uma disciplina sem docente

Segundo informações dos acadêmicos, atualmente todas as turmas do curso de medicina estão com falta de professores, algumas delas com apenas duas aulas por semana devido ao déficit. Em pleno início do calendário acadêmico, a situação mais crítica se encontra nas turmas do internato, que em algumas não há nenhum professor para ministrar aulas.

O Sindmepa foi formalmente comunicado sobre a situação e está apoiando as reivindicações dos alunos.

“Diante dessa situação lamentável que a UEPA Marabá está passando destacamos que fere o tempo de estudo, pois pode prolongar a graduação, fere o processo de ensino e aprendizado dos alunos e toda a organização das disciplinas. Dessa forma o Sindmepa recebeu a demanda e já estamos tomando as devidas providências para ajudar no que compete à nossa função”, frisa a Coordenadora Geral do Núcleo Acadêmico, Brenda Melo.

Informe

Após a manifestação em frente à UEPA, os alunos foram comunicados que a coordenação do curso em Belém esteve em reunião com a reitoria e informou que estão dispostos a contratar mais professores.

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que