Afiliado a:

Sindmepa promove minicurso de Formação Sindical

O Sindicato dos Médicos promove, neste sábado (17), um Minicurso de Formação Sindical destinado aos novos membros da diretoria colegiada do Sindmepa para o triênio 2015/2018.

O histórico da origem do sindicato do Brasil, a história do Sindmepa e a importância do sindicato para o profissional da medicina e para a população em geral foram alguns dos assuntos discutidos ao longo do dia, através de palestras e debates.

IMG_20151017_095618100

O diretor Waldir Cardoso explica que o minicurso de Formação Sindical é importante para levar conhecimento aos novos membros da diretoria sobre o processo histórico do Sindicato dos Médicos. Para ele, o minicurso permite que novos diretores obtenham ciência da concepção e prática da luta sindical.

Resolver os problemas do coletivo e servir como instrumento para lutar e alcançar os direitos dos trabalhadores, estas foram as principais características, apresentadas durante o minicurso, que um sindicato deve ter com relação ao trabalhador. “Como sindicato devemos avançar mais, persistir na luta e procurar mobilizar os colegas médicos para lutarem junto conosco”, disse o diretor Laffayete Monteiro.

Para o diretor Douglas Vasconcelos, fazendo uma comparação histórica entre as primeiras lutas sindicais e as atuais percebe-se que as lutas são praticamente as mesmas, “os sindicalistas surgiram na época da revolução industrial, lutando por melhores condições de trabalho e salários dignos e ainda hoje essa luta se mantém”, afirmou.

Segundo o diretor Renato Bordalo uma diferença entre as primeiras lutas sindicais e as atuais é que hoje o trabalhador possui liberdade para lutar, “por isso é muito importante que os trabalhadores se unam para conquistar seus direitos e jamais desistir da luta”, completou.

Recém integrante da diretoria colegiada do Sindmepa a diretoria Verônica Costa afirma que o minicurso é muito importante para os novos membros da diretoria, pois ele orienta a respeito da luta sindical e é uma forma de trocar experiência com os mais antigos. “Este é o meio entender como funciona o sindicalismo para lutar junto”, disse.

Deixar um comentário